...O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no Jardim do Éden (no Paraíso!) para o cultivar e guardar. Deu-lhe este preceito: "Podes comer do fruto de todas as árvores do jardim; mas não comas do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dele comeres, morrerás indubitavelmente"...

Ao vivo Ecorádio Oficina Geral & EcoBrasil

Get the Flash Player to see this player.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Que halloween que nada, dia 31 é o dia do Saci !!!





O que é uma simples bruxa diante de um chupa-cabra ou de uma mula-sem-cabeça?  E uma abóbora torna-se insignificante diante de uma "carranca".  



Carranca

A verdade é que diante da imposição da mídia das "amebas", temos que engolir uma cultura que não nos pertence e deixamos de conhecer e valorizar o que temos de mais rico que são o nosso folclore e as nossas tradições. Manifestações que evidenciam a enorme criatividade e sabedoria do povo brasileiro.




mula-sem-cabeça

Esta distorção não ocorre apenas no "dia das bruxas" (nome que se encaixaria melhor para denominar os dias fantasmagóricos das sessões no congresso), ocorre também na programação das rádios, das tvs e até mesmo nas festas de peão e de rodeios, onde acontecem apresentações de "country", tecnobrega e outras bagaceiras, mas nunca vemos uma "catira", uma roda de viola, uma ciranda e incrivelmente na maioria das vezes nem a música sertaneja de verdade (ou caipira se preferir).



Chupa-cabra

O Dia do Saci é comemorado junto ao Halloween, no dia 31 de outubro, com o objetivo de sobrepor o folclore brasileiro à cultura internacional. Segundo o Projeto de Lei 2479/2003 da deputada Ângela Guadagnin, que pede a instituição da data nacionalmente, “a intenção deste projeto é ensinar às crianças que o país também tem seus mitos, difundindo a tradição oral, a cultura popular e infantil, os mitos e as lendas brasileiras”.


Ilustração do Saci por Ziraldo


Quem é o saci :
 
O Saci-Pererê é um dos personagens mais conhecidos do folclore brasileiro. Possuí até um dia em sua homenagem: 31 de outubro. Provavelmente, surgiu entre povos indígenas da região Sul do Brasil, ainda durante o período colonial (possivelmente no final do século XVIII). Nesta época, era representado por um menino indígena de cor morena e com um rabo, que vivia aprontando travessuras na floresta.
Porém, ao migrar para o norte do país, o mito e o personagem sofreram modificações ao receberem influências da cultura africana. O Saci transformou-se num  jovem negro com apenas uma perna, pois, de acordo com o mito, havia perdido a outra numa luta de capoeira. Passou a ser representado usando um gorro vermelho e um cachimbo, típico da cultura africana. Até os dias atuais ele é representado desta forma.





O comportamento é a marca registrada deste personagem folclórico. Muito divertido e brincalhão, o saci passa todo tempo aprontando travessuras na matas e nas casas. Assusta viajantes, esconde objetos domésticos, emite ruídos, assusta cavalos e bois no pasto etc. Apesar das brincadeiras, não pratica atitudes com o objetivo de prejudicar alguém ou fazer o mal. 
Diz o mito que ele se desloca dentro de redemoinhos de vento, e para captura-lo é necessário jogar uma peneira sobre ele. Após o feito, deve-se tirar o gorro e prender o saci dentro de uma garrafa. Somente desta forma ele irá obedecer seu “proprietário”.





Mas, de acordo com o mito, o saci não é voltado apenas para brincadeiras. Ele é um importante conhecedor das ervas da floresta, da fabricação de chás e medicamentos feitos com plantas. Ele controla e guarda os segredos e todos estes conhecimentos. Aqueles que penetram nas florestas em busca destas ervas, devem, de acordo com a mitologia, pedir sua autorização. Caso contrário, se transformará em mais uma vítima de suas travessuras. 
A crença neste personagem ainda é muito forte na região interior do Brasil. Em volta das fogueiras, os mais velhos contam suas experiências com o saci aos mais novos. Através da cultura oral, o mito vai se perpetuando. Porém, o personagem chegou aos grandes centros urbanos através da literatura, da televisão e das histórias em quadrinhos.





Quem primeiro retratou o personagem, de forma brilhante na literatura infantil, foi o escritor Monteiro Lobato. Nas histórias do Sítio do Pica-Pau Amarelo, o saci aparece constantemente. Ele vive aprontando com os personagens do sítio. A lenda se espalhou por todo o Brasil quando as histórias de Monteiro Lobato ganharam as telas da televisão, transformando-se em seriado, transmitido nas décadas de 1970-80. O saci também aparece em várias momentos das histórias em quadrinhos do personagem Chico Bento, de Maurício de Souza.

Saiba mais: 




 
Curupira



 
Saci e Boi tata



quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O que é propina?!?!






Cquote1.png Tudo que é demais é propina Cquote2.png
Velho ditado sobre Propina
Cquote1.png U cão foi quem butô pra nóis recebê Cquote2.png
Jeremias sobre Propina

Propina é todo aquele dinheiro que o capetinha em seu ombro direito diz "Receba" e o anjinho em seu outro ombro diz "Não receba".
O resultado disto é muito misterioso, pois seu ouvido esquerdo misteriosamente consegue uma surdez temporária e a sua carteira, misteriosamente fica mais cheia.

A propina existe desde que o mundo é mundo e tem sido muito utilizada na política e também muito utilizada na...política.
Antes da invenção do dinheiro os objetos utilizados no escambo eram eficientes: Coisas equivalentes eram trocadas, mas neste caso, dava-se um produto e recebia-se um favor: Dava-se, por exemplo, uma maçã e recebia-se, como favor a não cobrança dos impostos na alfândega.
Ou talvez, dava-se uma laranja e receber-se-ia a morte da sua sogra, mas neste caso, na realidade você teria que dar cerca de 2 toneladas de maça para receber um favor tão grande como este. Em tempos remotos, a propina tanto tirou pessoas da forca quanto colocou algumas, por exemplo, Tiradentes não quis agraciar o rei de Portugal com seus conhecimentos em Odontologia e vejam o que aconteceu, um pequeno acidente ...




Como pagar uma propina:

A necessidade do pagamento de uma propina não vem do vácuo, portanto os passos seguidos são normalmente:
  1. Faça algo de errado, mas lembre-se quanto mais errado mais dinheiro vai custar
  2. Seja pego por alguém fazendo o "algo errado"
  3. Oferece a propina proporcional ao tamanho da barriga do "alguém" que te pegou fazendo o "algo errado" somado ao tamanho do seu "algo errado".

Saiba mais em:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Propina_(Brasil)

Conheça:

http://www.propina.com.br/index2.html  (?????????)


Cuidado com a Receita Federal de Palmas!!!




Vai de retro satanás!!


Atenção empresários e associativistas do Tocantins, a Receita Federal de Palmas não é segura! Qualquer malandro pode falsificar um documento e "com um passe mágica", pode modificar um CNPJ para o nome de outra pessoa sem nenhum problema. Isto aconteceu com a Associação da Cidadania e dos Direitos Humanos - ACDH de Paraíso que perdeu o CNPJ para uma quadrilha que forjou uma ATA que fora facilmente identificada como falsa na Receita de Paraíso, porém quando levada à Receita de Palmas fora "misteriosamente" aceita e a alteração no CNPJ realizada em tempo record sem burocracia e sem nehuma consulta à Receita de Paraíso.  

Um dano irreparável.

Cuidado!!!

Coisas do Éden...


sábado, 24 de outubro de 2009

O nosso Éden completou 46 anos!!!

Tudo começou com a chegada das máquinas e operários para a construção da Rodovia BR 14, obra importante do governo JK, projetada pelo desbravador engenheiro Bernardo Sayão, ligando o norte ao sul do Brasil.

Foi em 1958, que a Empresa Nacional de Construções Gerais, mais conhecida na época como Companhia Nacional, sob o comando do encarregado de obras Adjúlio Baltazar chegou à região. Um dos acampamentos foi exatamente no Vale da Serra do Estrondo às margens do córrego Buriti, hoje
Setor Bela vista, local de vasta beleza natural, onde o encarregado gostava  de contemplar e sempre dizia: “Este lugar é um Paraíso”. A partir daí o lugar passou a se chamar Paraíso.




O primeiro morador a chegar aqui foi o Senhor José Ribeiro Torres, em dezembro de 1958, vindo de Pium, com sua esposa Dona Regina e filhos. Então fixaram residência e um improvisado restaurante para os trabalhadores da obra, tropeiros e garimpeiros (Monte Santo, Piaus e Chapada). O segundo pioneiro a chegar foi o senhor José Pereira Rego, com a esposa Dona Carolina Rego e filhos, vindos de Cristalândia em fevereiro de 1959, e logo em seguida no mês de maio de 1959, em seguida veio o Senhor Ercílio Bezerra de Castro com seus familiares.




Em 1960, o povoado chamava a atenção pelo crescimento rápido e as maiores lideranças de cidades como Pium (sede do Município) e Cristalândia estavam apostando e se transferindo para o povoado de Paraíso, também conhecido como Pé de Serra. Foi no inicio da década de 60 que a população da região elegeu três (03) vereadores: Issac Soares Cavalcante, José Pereira Rego e Francisco José de Moraes, todos tinham como objetivo trabalhar pela emancipação política de Paraíso. O Prefeito de Pium era Trajano Coelho Neto e o Vice José de Moraes.




A emancipação aconteceu em 1963, no dia 23 de Outubro, através da Lei 4.116, com a participação dos Deputados Estaduais representantes do norte goiano José dos Santos Freire e Jaime Farias no Governo de Mauro Borges Teixeira, com o nome de Paraíso do Norte de Goiás – GO.

Em 1964 o Governador Mauro Borges nomeou o primeiro Prefeito da Cidade, Senhor Ercílio Bezerra de Castro, e o segundo, Pedro Candido de Oliveira, em 1965.

A primeira eleição direta no Município foi em 15 de novembro de 1965, cujo vencedor e o primeiro prefeito eleito foi Manuel Lúcio de Carvalho Filho pela UDN, o vice foi Gentil Costa.




PREFEITOS DE PARAÍSO DO TOCANTINS – TO

1. Manoel Lucio de Carvalho
2. Raimundo José de Moraes “Mundico”
3. Abrão Pereira de Andrade
4. Benedito Pereira Bandeira Sobrinho
5. Moisés Nogueira Avelino
6. Arnaud de Souza Bezerra
7. Manoel de Jesus Torres
8. Virginia Constancia Pugliese Avelino
9. Hider Alencar
10. Arnaud de Souza Bezerra
11. Sebastião Paulo Tavares


Vereadores Atuais: Maria Hilma Mascarenhas (Presidente), Lafaete Lobo (Vice-Presidente), Neivon Bezerra ( Secretário), Gerusa Rodrigues, Amiron Pinto, Joaquim Junior, Virgílio Azevedo, Joselino Barbosa  e Leonardo de Deus.

Hoje Paraíso, é o quarto município mais importante do Estado Tocantins, sua população estimada é de 48 mil habitantes, com uma área de 1.297 Km² e está localizada na Região Centro-Sul do Estado.
 
Colaborador: Zequinha de Moraes


Saiba mais:



sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Frase do dia

"Obrigado por escolher a Tocantinense"  !?!?!?!


 Mensagem do painel eletrônico do ônibus que faz linha de Paraíso a Palmas.




quarta-feira, 21 de outubro de 2009

PASSAGEM

Aleluia Irmãos!!


O inconsciente dialoga através de formas, cores e texturas. As combinações de sentimentos transitam do lúdico ao inusitado é como se estivéssemos a bordo de uma nave, sobrevoando uma região desconhecida, de nuance boreal e degrades multicoloridos. As obras de artes cada vez mais fragmentadas; assemelham as placas tectônicas do globo terrestre que em algum tempo remoto estiveram juntas, como as imagens outrora na cabeça do artista.






A composição é livre e a elaboração das imagens se desenvolvem no imaginário coletivo que aflora a linguagem universal, sem dogmas massificantes pré-estabelecidos a satisfazer um fim programado. O artista abstrato tem o interesse pelo mundo das formas construídas na energia da cor.

"Mahau"





“O mais curioso ainda é perceber quão profundamente a tecnologia mediada está enraizada no nosso subconsciente e ligada à evolução das faculdades sensoriais da humanidade”. - Oliver Grau





“A arte nasce da intuição de sentimentos que o artista converte em imagens, intuição que prescinde dos conceitos abstratos e gerais, indispensáveis ao conhecimento científico e filosófico, e que se constitui em expressão sentimental ou emotiva” - Benedetto Croce, 1866 – 1956.









P a s s a g e m



Refugiam, no fundo da alma, marcas, signos, vestígios e outros sinais passados. Às vezes eles despertam e ganham vida... se revelam. Então, aparecem reflexos imaginários nas nuvens, no chão da calçada, na areia da praia, nas pedras, nas páginas de anotações ao lado do telefone, onde os falantes escrevem aleatoriamente seus rabiscos, por todo lugar.


O inconsciente produz uma linguagem formada por máscaras e cores, linhas e formas. Uma composição possuída de espontaneidade.


Trata-se de um trabalho impactante, obra de quem se renova sempre. Que vive de “passagem” em um contexto de lua e sol, sons e imagens, brilho e escuridão. Um personagem solto que se integra em uma geração de seres alheios ao ato de viver no chão.


Elsa Elvas






Ficha técnica:


Produção: Fundação Cultural do Estado do Tocantins


Curadoria: Elsa Paranaguá Elvas







 
Exposição “Passagem” na Galeria Mauro Cunha




Release nº151/ 01.10.09/ Ithalo Henrique



A Galeria de Arte Mauro Cunha, na Fundação Cultural do Tocantins, serve de espaço para mais uma exposição de artes visuais. Desta vez, o artista Marivaldo Ribeiro, também conhecido como Mahau, mostra sua exposição "Passagem”. Esta mostra consiste na abordagem da conversão de sombras e de vestígios em uma plasticidade clara, usando efeitos de formas, transparência e vivacidez das cores.



A abertura da exposição aconteceu às 19h do dia 06 de outubro e permanece aberta a visitações até o dia 30 de outubro, sempre em horário comercial.



As obras que compõem a exposição são cheias de espontaneidade e são formadas por diversos contrastes entre luz e sombra, linhas e formas, obras que mostram a passagem de um determinado momento no inconsciente. Características que o artista vem aprimorando cada vez mais pelos lugares onde expõe como Goiás, Mato Grosso do Sul e até mesmo Paris.



Mais informações pelo telefone, 3218-3331, com a Coordenadoria de Artes Plásticas.



ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO



FUNDAÇÃO CULTURAL DO TOCANTINS



63.3218.3311


Coordenação de Artes Plásticas e Visuais



Fundação Cultural do Estado do Tocantins










PASSAGEM!!







A arte de Mahau vem de um longo caminho de "passagens", como a própria proposta da exposição que acontece não somente no plano abstrato mas também no plano concreto, pois, iniciou a exposição com um presidente na Fundação Cultural e terminará com outro que diga-se de PASSAGEM é também presidente do Conselho Estadual de Cultura, apesar de não ser do ramo artístico?!? Mahau tirou essa de letra, apesar de muitas veses parecerem surreais as várias situações onde de PASSAGEM, se encontra o nosso artista do movimento. São dificuldades encontradas por quem deseja fazer arte de verdade e não política, e está sempre na mira dos salvadores dali, salvadores daqui e de lá, que não utilizam o inconsciente e sim co-ineficiente incoletivo buscando não a plasticidade, e sim a praticidade de colagens manjadas para encobrir o seu inexpressionismo camuflado em cima de um outro tipo de arte: o "expressionarcizismo neopolítico".   Vai de retro satanás!!

domingo, 18 de outubro de 2009

Dia Nacional Contra a Baixaria na TV

Vai de retro satanás!!


Dia 18 de outubro - "Dia Nacional Contra a Baixaria na TV"


Tenho diminuído consideravelmente o tempo diante da TV, e tenho visto muitas pessoas fazerem o mesmo. Uns por não aguentar a falta de respeito, de conteúdo e a baixaria e outros por terem descoberto algo melhor pra fazer nas horas vagas. 


O que é mais preocupante é a situação das crianças, que muitas vezes são literalmente colocadas na frente da tv pelos próprios pais como alternativa para se livrar dos pimpolhos inquietos e não se dão ao trabalho de observar o conteúdo dos programas que os filhos estão assistindo e o que é pior: acham até engraçadinho quando a menininha começa a rebolar igualzinho às popozudas e a querer ficar semi-nua ou fica perplexo quando o menino começa a distribuir porrada nos outros depois de assistir a tv globinho.



Sei que tenho falado muito em luxúria e burrice, mas quando o assunto é TV, estamos falando da "fábrica", da aliciadora de mentes para o mal... Digo isso, pois nem a Record, que pertence à Igreja Universal e que "teoricamente" se diz salvadora dos pecadores, conseguiu se livrar da imposição do "mercado" à programação do bacanal, que segundo eles gera mais audiência. Este mesmo "mercado" da porcaria trata o telespectador apenas como "consumidor", e olha que esse adjetivo poderia ser menos pejorativo se pensarmaos que não se consome apenas aquilo que se compra, porém isso cai por terra quando somos na verdade tratados como "amebas". Isso me faz pensar qual será o critério utilizado pelos produtores?! Talvez os resultados do ENEM ou da prova da OAB  sejam  "pontos" de referência para que se criem BBB's, Domingões, Pânicos, Fazendas, Te Vi Na TV etc...





Há qualidade na TV aberta brasileira? Esse questionamento é o tema do Dia Nacional contra a Baixaria na TV deste ano. A campanha “Quem Financia a Baixaria é Contra a Cidadania” é uma iniciativa da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, em parceria com entidades da sociedade civil, e destina-se a promover o respeito aos direitos humanos e à dignidade do cidadão nos programas de televisão. A campanha nasceu em 2002, resultado das deliberações da VII Conferência Nacional de Direitos Humanos, maior evento anual do setor no país.

Saiba mais: 









As Crianças brasileiras passam quase cicno horas por dia em frente à  TV, tempo que poderiam estar lendo, brincando, aprendendo e desenvolvendo sua criatividade...


Conheça:


O Desligue a TV é uma campanha para conscientizar a opinião pública sobre os males do excesso de televisão no cotidiano. Sua proposta não é banir o meio de comunicação por completo, mas discutir o seu uso e colaborar com a divulgação e criação de atividades alternativas.Acesse: www.desligueatv.org.br


Assista:


* Canais










*Programas













 



















Assim como as rádios comunitárias também existem as tvs comunitárias que dão acesso à comunicação e liberdade de expressão para as comunidades.

Saiba mais:







quarta-feira, 14 de outubro de 2009

2ª Mostra Itinerante Miragem de Curtas Metragens

Aleluia Irmãos!!


A Diretoria de Cultura do município de Paraíso tomou uma iniciativa inédita no nosso jardim, irá realizar a 2ª Mostra Itinerante Miragem de Curtas Metragens, no dia 20/10/09 ás 19 horas no Teatro Cora Coralina que por sinal não possui nenhuma foto da mesma?!?!? Bom mas o importante é que a iniciativa é muito válida e trará um pouco de cultura para o nosso tão desprestigiado éden da luxúria. 

Confira a programação:



Fimes:

- O Último Raio de Sol (Fic – Brasília-DF/2004)
De Bruno Torres;









-A Lasanha Assassina (Ani – São Paulo-SP/2004)
De Alê Machado;

-Leviatã (Fic – Recife-PE/2006)
De Camilo Cavalcante;

-Palhaços (Fic – Goiânia-GO/2007)
De Wertem Tawera;

-A Menina do Algodão (Doc/Fic – Recife-PE/2002)
De Daniel Bandeira, Kleber Mendonça Filho;

-Causa e Efeito (Fic - Manaus-AM/2006)
De Yusseff Abrahim;

-O Anão que Virou Gigante (Ani – Rio de Janeiro-RJ/2008)
De Marão;

-A Dois Passos do Paraíso (Fic - Miracema-TO/2008)
De Alan Russel;






-Mini Cine Tupy (Doc – Rio de Janeiro-RJ/2003)
De Sérgio Bloch;

-Tempo de Ira (Fic – Rio de Janeiro-RJ/2003)
De Gisella de Mello e Marcélia Cartaxo;

-Concerto n° 1 Para Celular e Orquestra (Ani – Salvador-BA/2004)
De Fausto Junior



A entrada é gratuita.
É isso aí, Imperdível!!!

Saiba mais:










Vai de retro satanás!! 



 

Vale ressaltar que a Diretoria de Cultura vai acabar exterminando os leões do éden, pois vem matando um por dia para conseguir fazer a cultura acontecer na cidade. Realizou o último Fórum de Cultura que rendeu bons frutos mesmo com míseros recursos, levou literalmente "na raça" cultura de verdade pra a última Expobrasil e vem arrastando-se para manter a chama viva. Afinal como é de praxe a cultura nunca tem verba para trabalhar, pois nunca existirá um prefeito no éden que não desvie os recursos da cultura para outras "secretarias". Trata-se de um vício, uma "cultura" que se arrasta por muitos anos em nossa cidade, a "cultura" de que artista é vagabundo e que cultura é futilidade. E aí vemos os nossos jovens crescendo e absorvendo as porcarias que vêm pela mídia do emburrecimento. Pessoas que conhecem o "funk pornô" que insita a prostituição infanto-juvenil e a violência, mas nunca ouviram falar do "Seu Zaca do Acordeon" tocando um baião ou de "Mauro BackBauer" tocando um chorinho no piano, nunca viram os desenhos e charges de "Edgley" e muito menos já ouviram a poesia maravilhosa do repentista "Macedo Pereira".
Irmãos!! Precisamos fazer algo rápido, senão iremos literalmente pro brejo!!

Sociable