...O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no Jardim do Éden (no Paraíso!) para o cultivar e guardar. Deu-lhe este preceito: "Podes comer do fruto de todas as árvores do jardim; mas não comas do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dele comeres, morrerás indubitavelmente"...

Ao vivo Ecorádio Oficina Geral & EcoBrasil

Get the Flash Player to see this player.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Arnaldo Antunes no 4º Som no Campus da UFT

.
.
.
Arnaldo Antunes 

O músico, poeta, compositor e artista visual Arnaldo Antunes será a atração principal da quarta edição do Som no Campus – grande festival cultural e artístico promovido anualmente pela Universidade Federal do Tocantins, promovendo a integração e o bem-estar dos participantes. Ao lado de um dos melhores guitarristas do Brasil, o ex-integrante da Banda Ira!, Edgard Scandurra, Antunes traz seu mais novo show, denominado “Duo”. O espetáculo será a partir das 19h do dia 14 de maio, no Campus de Palmas. A entrada é grátis.


Som no Campus 3ª Edição
Som no Campus 3ª Edição

O Som no Campus foi idealizado em 2008, como comemoração aos cinco anos de efetivação das atividades da UFT. Desde então, o evento conquistou o gosto da comunidade acadêmica e proporciona cada vez mais a integração com a sociedade tocantinense.

Nacional – O show de Arnaldo Antunes na quarta edição do evento será a primeira apresentação em terras tocantinenses do artista - que completa 50 anos em setembro.


Aranldo Antunes

Arnaldo Antunes gravou sucessos como "Pulso", "Alma", "Socorro", "Não vou me adaptar", "Beija Eu", "Infinito Particular", "Vilarejo", "Velha Infância" e "Quem Me Olha Só". Ele já teve canções interpretadas por artistas como Jorge Drexler, Marisa Monte, Nando Reis, Zélia Duncan, Cássia Eller, Frejat, Margareth Menezes, Pepeu Gomes, além, claro, dos Titãs, banda da qual fez parte até 1992.


Tribalistas 
Tribalistas

Tribalistas - No ano de 2002, formou, em parceria com os amigos Marisa Monte e Carlinhos Brown, o trio Tribalistas, pelo qual lançaram o álbum homônimo. O álbum foi sucesso de público e crítica e vendeu, até 2009, mais de dois milhões de cópias no Brasil e na Europa. O cantor também foi indicado a cinco categorias do Grammy Latino em 2003, ganhando o prêmio de Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro.

Ao Vivo no Estúdio

DVD – Arnaldo Antunes lançou no final do ano de 2007 o primeiro DVD de sua carreira, o premiado Ao Vivo no Estúdio, que passeia por toda sua carreira e que conta com as participações especiais do ex-titã Nando Reis, do titã Branco Mello, do ex-Ira! Edgard Scandurra e dos tribalistas Marisa Monte e Carlinhos Brown. Ele é conhecido na América do Sul por ser um dos principais compositores da música pop brasileira, respirando influências concretistas e pós-modernas.

Palmas, 27 de abril de 2010

--
Coordenadoria de Comunicação
Universidade Federal do Tocantins - UFT
(63) 3232-8140 / (63) 3232-8141


Saiba mais sobre Arnaldo Antunes em: www.arnaldoantunes.com.br

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Crime bárbaro em Paraíso. Seqüestro ou Execução?

.
.

Segundo investigação prévia da polícia, tudo indica que o corpo que fora encontrado nesta noite de domingo, carbonizado dentro do porta-malas de um carro no Setor Pouso Alegre, seja do empresário José Antônio de Deus, proprietário da Rede Fátima. 
José Antônio, que também é pai do Vereador Leonado de Deus, teria conseguido contactar um funcionário do supermercado via celular ainda quando estava sendo levado. O veículo da vítima, um UNO branco, fora encontrado em um terreno de sua propriedade no Setor Pouso Alegre, onde haviam incendiado um barracão. O corpo carbonizado estava dentro do porta-malas e, segundo especulações, existe a possiblidade do mesmo ter sido assassinado e queimado ainda fora do veículo. Até o momento não há pistas ou suspeito(s).

José Antônio, Destaque Empresarial 2009

Diante de tamanha barbárie, o que fica além da revolta, é o sentimento de dúvida. O que motivaria alguém a cometer uma crueldade dessas? Alguns jornais utilisaram a palavra SEQÜESTRO, porém não fora pedido nenhum resgate, e a ação do(s) bandido(s) fora muito rápida e de certa forma explícita, o que tornaria a palavra EXECUÇÃO mais paupável.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Dia Mundial do Livro

.
.

O Dia Internacional do Livro teve a sua origem na Catalunha, uma região semi-autônoma da Espanha.

 Miguel de Cervantes, autor de Dom Quixote, sua obra prima

Dom Quixote

A data começou a ser celebrada em 7 de outubro de 1926, em comemoração ao nascimento de Miguel de Cervantes, escritor espanhol. O escritor e editor valenciano, estabelecido em Barcelona, Vicent Clavel Andrés, propôs este dia para a Câmara Oficial do Livro de Barcelona.

Em 6 de fevereiro de 1926, o governo espanhol, presidido por Miguel Primo de Rivera, aceitou a data e o rei Alfonso XIII assinou o decreto real que instituiu a Festa do Livro Espanhol.

No ano de 1930, a data comemorativa foi trasladada para 23 de abril, dia do falecimento de Cervantes.


Mais tarde, em 1996, a UNESCO instituiu 23 de abril como o Dia Mundial do Livro e dos Direito de Autor, em virtude de a 23 de abril se assinalar o falecimento de outros escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

No caso do escritor inglês, tal data não é precisa, pois que em Inglaterra, naquele tempo, ainda utilizava o calendário juliano, pelo que havia uma diferença de 10 dias apara o calendário gregoriano usado em Espanha. Assim Shakespeare faleceu efectivamente 10 dias depois de Cervantes.

Fonte: wikipédia

Colaboração de post: Luiz Benedette

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Ficha limpa para os políticos... será que é possível?

.
.

Um assunto que talvez mereça nossa atenção e apoio.
Nós temos pouco tempo para convencê-los de passar esta legislação ousada que irá mudar a política brasileira para sempre!
A Lei Ficha Limpa irá remover das eleições candidatos que cometeram crimes sérios como desvio de verba pública, corrupção, assassinato e tráfico de drogas. Vamos pressionar nossos deputados conseguindo 2 milhões de assinaturas para mostrar que se eles não votarem pela “Ficha Limpa” não votaremos neles! Assine abaixo e depois divulgue para todo mundo:

O Projeto de Lei Ficha Limpa está em perigo. Semana passada o Congresso adiou a votação com o intuito de dar mais tempo para "aprimorar" o projeto, ou seja, enfraquecê-lo para que ele não remova eficazmente corruptos das eleições.

Muitos parlamentares temem essa nova lei já que dezenas deles respondem a processos na justiça. Eles estão tentando influenciar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) a enfraquecer o projeto. Nossas vozes precisam falar mais alto -- esta é uma luta pelo futuro do nosso país. Clique abaixo para mandar uma mensagem para a CCJ, pedindo que eles se mantenham firmes contra a corrupção:



Juntos, nós mostramos o apoio massivo da população brasileira pela Ficha Limpa. No entanto, precisamos fazer mais -- vamos mostrar aos políticos que estamos determinados, não iremos parar e que se formos ignorados, eles irão pagar o preço nas eleições. A CCJ deveria apoiar o projeto de lei, mas é provável que políticos corruptos estejam tentando oferecer acordos e troca de favores para eles enfraquecerem a Ficha Limpa. Nós podemos oferecer uma proposta melhor: se eles apoiarem a Ficha Limpa, ele poderão manter seus empregos.



Vamos inundar a comissão de revisão com milhares de mensagens e telefonemas pedindo que eles tomem a decisão certa: não tolerar a corrupção e se recusar a enfraquecer o texto. A população brasileira quer essa lei e merecemos que ela seja aprovada pelo
Congresso:


Neste ano eleitoral, nós possuímos um grande poder coletivo para mudar a política. Ao redor do mundo, a Internet vem se mostrando uma nova força política, uma forma de democratizar a política e criar novos canais de participação para a população. Se soubermos utilizar esta ferramenta, nossos políticos finalmente entenderão que se nós os elegemos, eles trabalham para nós.

Se trabalharmos juntos, o Ficha Limpa pode se tornar lei mês que vem!

Saiba mais em: http://www.mcce.org.br


segunda-feira, 19 de abril de 2010

Anauê !

.
.

RO! Para você leitor – saudação indígena de boas-vindas, pujante grito de guerra que todos ecoam ao mesmo tempo, junto com a flecha lançada ao alto na intenção que caia de ponta e centralizada, porque segundo as tradições, se a flecha pender para um lado ou cair no chão sem fincar-se, será um dia para que as atenções sejam redobradas, pois poderá sair do controle algo relacionado à natureza ou ao trabalho que será desenvolvido nesse dia.



Hoje é dia do índio, e especialmente aqui no Tocantins, em meio a tanta desilusão política repleta de rituais tribais e teatrais da etnia dos "kaôs" das tabas assembléiana e palaceana, nada melhor que homenagear os seus mais ilustres e honestos moradores, os índios!


Vai de retro satanás!!!

No Tocantins, assim como no restante do País, foram os índios os seus primeiros habitantes, sendo de assinalar que, após o descobrimento, houve um genocídio da raça indígena, uma vez que eram em número superior a 150 mil os que povoaram especialmente a zona litorânea. 

 fonte: pt.wikipedia.org/wiki/Tocantins


Indígenas do Tocantins
 
No estado do Tocantins,  existe uma população aproximada de 10 mil indígenas. Todos com cultura e tradições muito bem preservadas. São indígenas de oito etnias: Karajá, Xambioá, Javaé (que formam o povo Iny) e os Xerente, krahô Canela, Apinajè e Pankararú. Eles se distribuem em mais de 82 aldeias.

Dependendo da etnia, os indígenas do Tocantins chamam a atenção pela beleza do artesanato que fazem, pelas pinturas e adornos que enfeitam seus corpos as festas e rituais ou pela própria simbologia destes eventos seculares.

Saiba mais sobre os povos indígenas do Tocantins:

Apinajé

Vivem na região Norte do Estado, em área de reserva que abrange parte dos municípios de Tocantinópolis, Maurilândia, Cachoeirinha e Lagoa de São Bento, somando 141.904 hectares. Também pertencem ao tronco lingüístico Macro-Jê. Os Apinajé sobrevivem da agricultura de subsistência, da caça e da coleta de babaçu - do qual extraem o óleo das amêndoas e aproveitam a palha para fabricar utensílios domésticos e fazer a coberturas de suas casas. As cascas do babaçu são utilizadas como lenha para cozinhar. Também produzem artesanato de sementes nativas do cerrado, que comercializam nas cidades vizinhas.

Festas: Ritual de homenagem aos morto – Párkape e Ritual para retorno do
espírito do doente ao corpo - Mêkaprî.


Krahô-Canela


Este povo assim se auto-identifica como Krahô–Canela por ser descendente de duas etnias distintas: Krahô e Canela, do povo Timbira (tronco Macro-Jê), originárias do Maranhão. Atualmente os Krahô -Canela estão em processo ocupação das terras de mata alagada, no município de Lagoa da Confusão, ao mesmo tempo em que se dedicam ao resgate de sua cultura.

Povo Iny


Após longos períodos de migração, o povo Iny (Karajá, Karajá/Xambioá e Javaé) se firmou na Ilha do Bananal, a maior ilha fluvial do mundo, considerada um santuário ecológico. A característica desse povo é pertencer ao tronco lingüístico Macro-Jê, família e língua Karajá, e por ter a coleta e a pesca como atividades.

O povo Karajá destaca-se pela confecção de objetos de cerâmica e plumas, por sua pintura corporal e pelas tradicionais bonecas ritxokò (feitas também em cerâmica), assim como por suas festas e rituais.

Na preparação das festas tradicionais, os homens saem para a caça e pesca e as mulheres preparam a alimentação e os enfeites: colares, braçadeiras e tornozeleiras. A pintura corporal é a representação de figuras simbólicas de animais como pássaros, peixes e répteis.

Krahô

Vivem em aldeias de estrutura circular, com habitações em torno de uma área vazia. Neste pátio central (ou Ka), que representa o coração da aldeia, eles se reúnem para dividir o trabalho e tomar as decisões da comunidade. Suas aldeias se localizam próximas aos municípios de Itacajá e Goiatins, em reserva de com 302.533 hectares. Também pertencentes ao tronco Macro-Jê. Os Krahô possuem como símbolo sagrado uma machadinha de pedra, que chamam de Khoyré e acreditam ser responsável por manter a harmonia e o respeito dentro da comunidade. Mantêm a tradição da corrida de toras de buriti. No artesanato, são hábeis em fazer trançados e artefatos de sementes nativas.

Festas:

Festa da Batata (Panti);
Festa do Milho (pônhê);
Festa wythô;
Empenação das Crianças;
Feira da Semente

Pankararu



Localizados no município de Gurupi, terceira maior cidade do Tocantins, os Pankararu são originários do sertão de Pernambuco, aldeia Brejo dos Padres. Ha mais de 30 anos migraram para o antigo norte goiano, expulsos pela ação dos posseiros. Reconhecidos recentemente pela Funai, os Pankararu estão vivendo o processo de criação da sua reserva indígena e o resgate do ritual “o encantado”.

Xerente

Vivem na margem direita do rio Tocantins, próximos à cidade de Tocantínia, nas reservas indígenas Xerente e Funil (que somam 183.542 hectares de área demarcada). Os Xerente também pertencem ao grupo lingüístico Macro-Jê. Hábeis no artesanato em trançado, com a palha de babaçu e a seda do buriti eles produzem cestas, balaios, bolsas, esteiras e enfeites para o corpo.

Festas:

Festa de dar nomes – Wakê;
Homenagem aos mortos – Kuprê;
Padi – tamanduá bandeira;
Corrida de toras de buriti;
Feira de Sementes do Cerrado

fonte:portalamazonia.globo.com

 




segunda-feira, 12 de abril de 2010

Paraíso, a cidade da mono-cultura

.
.


Assim como a "monocultura" na agricultura é prejudicial ao meio ambiente, pois causa o desequilíbrio, gostaria de me referir aqui a "mono-cultura" praticada em Paraíso que é uma outra forma de devastação, a devastação da inteligência e da diversidade humana.



Sabemos que Paraíso é uma cidade de cultura agrícola, e portanto, tem uma influência forte da cultura sertaneja, e isto em nenhum momento é ruim, pelo contrário, a cultura sertaneja é um dos maiores e mais belos patrimônios culturais do Brasil. Porém, Paraíso também é uma cidade-pólo ás margens de uma grande rodovia e recebe gente (tanto visitantes, quanto novos moradores) das mais diversas regiões e culturas e por isso mesmo deveria haver mais diversidade. 

Deturpação "Sertaneja" e a mídia

Também está havendo uma deturpação do que é a verdadeira cultura sertaneja, e isso se dá porque Paraíso não preservou sua própria cultura e se deixou levar apenas pela mídia televisiva e radiofônica. Está deixando que se acabem diversas manifestações tradicionais e perdendo muitos bons artistas que já se foram em busca de maior valorização de seu trabalho, como foi o caso de Branco, Domingos de Assis e Orley Massoli. 

 Domonigos de Assis

Orley Massoli

Por falta de políticas públicas responsáveis e pela desvalorização da cultura dentro das escolas (que já chegaram a apresentar o country como uma dança típica do Centro-Oeste), Paraíso Perdeu a sua essência para os enlatados vendidos pelas gravadoras. E o que é pior, massacrou as outras formas de expressão cultural de tal forma que hoje pode-se dizer que Paraíso é a cidade da forma mais descerebrada de vida: a "mono-cultura", onde a grande maioria, vive como gado, marcado e feliz como já disse Zé Ramalho...

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Curta-metragem Destino, uma parceria entre Salvador Dalí e Walt Disney

.
.
.
Sempre fui admirador da obra de Salvador Dalí, e hoje recebi este vídeo do meu amigo e parceiro aqui do Éden, Luiz Benedette. Simplesmente maravilhoso! Valeu Luiz!

 


Em 1946 Walt Disney contratou Salvador Dali para a elaboração de um curta-metragem de animação em cima da música Destino do compositor mexicano Armando Domínguez.

 Salvador Dalí e Walt Disney

A animação com seis minutos de duração, que combinaria motivos de balé e desenhos, deveria ter integrado um documentário longa-metragem constituído de depoimentos breves sobre Salvador Dali e sua obra. Todavia, o projeto foi interrompido e as centenas de cenas, desenhos e pinturas criadas pessoalmente por Dali ficaram guardados/esquecidos ou mantidos em sigilo.


Somente em 2003, Roy Disney (neto) e o produtor Baker Bloodworth deram acabamento final ao curta seguindo os esboços preliminares do artista. Premiada como o melhor Curta-Metragem nos festivais de Melbourne-Austrália e no Rhode Island Internacional-EUA, Destino também foi indicado para o Oscar da categoria de curta-metragens de animação.

Confira o filme:

quinta-feira, 8 de abril de 2010

DESAPARECIDO

.
.
 


Qualquer informação favor entrar em contato pelos telefones:
(63) 9978-1667
(63) 9242-0023
(63) 3414-2447

ou para a Policia Militar 190

10 coisas que você não deve fazer em diversas situações...

.
.










Remember

.
.
Só pra lembrar... Se for dirigir, não beba, não fume, não aplique...


quarta-feira, 7 de abril de 2010

segunda-feira, 5 de abril de 2010

E por falar em inveja...

.
.
.

Seja bem vindo a Pium! 
Uma cidade que ainda não é BLINDEX
Portal de Pium, "feito na medida certa"

Estive juntamente com meus companheiros de banda na cidade de Pium, a convite da Secretária de Cultura, para participar do Sábado Cultural. Evento que acontece uma vez por semana (mais inveja!), e leva cultura e entretenimento para a comunidade. Depois retornei outro dia para um casamento muito especial em que os noivos já tinham mais de 60 anos. E o que me impressionou é como a cidade está bem cuidada, e como a administração está conseguindo resgatar a história e a cultura de Pium, através da conservação do patrimônio histórico e do apoio às iniciativas culturais. Coisa que Paraíso a "cidade blindex", teve chance, mas que deixou passar pela vontade de ser grande sem crescer culturalmente, e hoje o único patrimônio ainda original (porque ainda não deixaram derrubar nem colocar blindex na frente) é o antigo Fórum que abriga um protótipo ainda longe de ser um museu.

 Praça do Centro Histórico de Pium
A cidade de Pium está acolhedora e com uma infra-estrura de primeira. Uma obra que me deixou impressionado foi o Centro de Atendimento ao idoso, local onde aconteceu a festa do casório. Coisa de primeira linha, espaço amplo, banheiros impecáveis, cozinha e até uma piscina com cascata. Se eu fosse idoso mudava pra Pium! 


 Centro de Atendimento ao Idoso - Pium


Mas não fica por aí, não!  Olha só a FAPAF - Faculdade Antônio Propício Aguiar Franco, que fica bem no centro da cidade.

 FAPAF - Pium

 FAPAF - Pium

FAPAF - Pium


Parabéns Pium! Quando a gente crescer, queremos ser que nem você!

Coreto da Praça - Pium

Hospital Municipal - Pium


Se inveja matasse...

Enquanto isso, Paráiso está caminhando para se tornar uma "Taquaralto". Cidade de beira de rodovia, cheia de grana, porém, violenta, sem cultura, sem nenhum charme e sem nenhuma história pra contar.

Sociable