...O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no Jardim do Éden (no Paraíso!) para o cultivar e guardar. Deu-lhe este preceito: "Podes comer do fruto de todas as árvores do jardim; mas não comas do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dele comeres, morrerás indubitavelmente"...

Ao vivo Ecorádio Oficina Geral & EcoBrasil

Get the Flash Player to see this player.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Paraíso ganha museu


Aleluia Irmãos!!


Por: Fernando Rios

Paraíso do Tocantins ganha museu para contar e guardar a história do município. O prédio do antigo fórum da cidade, localizado na Praça José Torres, cede agora espaço ao Museu João Batista de Brito, que será responsável por abrigar, através de fotos e objetos, a história dessa importante cidade tocantinense.


Foto: Fernando Rios 
 
            A criação do museu surgiu de um projeto da câmara municipal, apresentado pelo então vereador Bosco Morais, através desse procedimento pode-se tombar o prédio do antigo fórum, considerado um dos mais antigos da cidade.


Foto: Fernando Rios 

            O nome é uma homenagem a João Batista Brito, fotógrafo, músico e poeta, falecido no dia 30 de Janeiro de 2005, aos 69 anos. João do Retrato, como também era conhecido, teve uma forte contribuição para a produção cultural de Paraíso.


 Foto: Fernando Rios 


O museu, ainda em fase de criação, conta por enquanto com três salas, onde são expostas fotografias de várias épocas da cidade, além de uma galeria dedicada aos antigos prefeitos e presidentes da câmara municipal, com destaque para os vereadores representantes do, então, povoado de Paraíso do Norte na câmara de vereadores de Pium e que foram responsáveis pela emancipação de Paraíso.


Foto: Fernando Rios 


O historiador Carlos Brandão, responsável pela administração do espaço, ressalta que o museu ainda está em construção, pois ainda estão sendo feitas pesquisas e tombamentos de acervos, destaca ainda, que estão sendo recolhidas muitas doações de peças, feitas pela  comunidade. “Toda sociedade precisa ter seu registro, sua história e tradições para que seus descendentes vejam que teve uma caminhada, uma evolução.”, pontua Brandão, se referindo à importância desse espaço.


Tela de Elieuma Abreu, foi a primeira catalogada no estado
Foto: Fernando Rios 



Segundo a diretora municipal de cultura, Lérida Nascimento, a inauguração oficial do museu João Batista de Brito, só ocorrerá no próximo ano, 2010, pois a prefeitura municipal ainda está desenvolvendo um trabalho de restauração no prédio e em algumas obras, mas destaca que o prédio já pode ser visitado pela comunidade de Paraíso e visitantes de outras cidades.








Um museu é ótimo, só não vale preservar as múmias políticas!




foto: Filme "A Múmia" de 1932
 
 Vai de retro satanás!! 
Por: Cláudio Macagi

E por falar em cultura e preservação da história e do patrimônio, vale lembrar que já faz parte da "cultura" do nosso éden, a demolição de obras de arte ou a descontinuidade de trabalhos culturais por parte da maioria dos novos prefeitos, na estúpida tentativa de apagar os rastros de seus adversários políticos sem o mínimo respeito pelo patrimônio público e  pela população que paga através de impostos, os recursos utilizados nas obras e nos projetos. Isto ainda é um resquício de algo infame chamado "coronelismo".



Por mais que um museu valha para mostrar o quanto o município evoluiu, uma população nunca poderá se intitular "evoluida" enquanto não exterminar do seu seio os coronéis que ainda existem e que ainda influenciam e atrasam a cidade com sua política arcaica do manda e desmanda, da compra de votos, do toma-lá-dá-cá, do suborno, do monopólio da comunicação, do controle de Associações Comunitárias e do uso da máquina pública em benefício próprio.



É irmãos, esperamos muito que, se esse museu suportar às mudanças de prefeitos do éden, ele possa ser um espaço para contar lindas histórias de progresso e de evolução cultural e talvez quem sabe tenha lá no fundo uma salinha com uma exposição de fotos e poesias mostrando a trajetória de um povo que evoluiu a medida que exterminou os seus coronéis, para que as futuras gerações se conscientizem e nunca mais cometam o mesmo erro na hora de votar. Amém.

Saiba mais:

Entenda Coronelismo:


Entenda Coronelismo Eletrônico:


Entenda mais de Coronelismo Eletrônio e "Coronelismo Eletrônico em Paraíso":


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sociable